sexta-feira, 28 de junho de 2019

A Experiência de trabalhar com a Máscara Neutra

Confecção de Samara Barros


A turma de Estilos Teatrais (turma de quinta-feira a noite) está estudando no mês de junho a máscara neutra. Este estudo busca evidenciar as possibilidades que a máscara neutra traz para a construção da cena e para a formação do ator. Fundamenta-se nas perspectivas desenvolvidas por Jacques Copeau, um dos precursores do treinamento com a máscara inexpressiva, e Jacques Lecoq que, influenciado por Copeau aprofundou a técnica. O objetivo desses treinamento é fazer com que o ator se disponha a abrir mão de sua natureza própria, perdendo seu rosto e sua alma para viver outras aparências, de modo que um bom ator é aquele que mais consegue sacrificar seu personalismo. Tudo o que oferece é o que possui de si mesmo, podendo considerar-se como matéria e instrumento de sua arte.
Desprovido do rosto e da palavra, o ator tem seu corpo como o único instrumento para levá-lo até o silêncio que põe à prova a verdade da atuação, sendo assim, a máscara revela; o rosto que utilizamos em vida perde o sentido, e todos os movimentos passam a se mostrar com especial potência (LECOQ, 2003, p. 63).



Na noite da última quinta-feira, dia 27 de junho das 19h às 21h propus aos alunos uma saída de campo para laboratório. Era uma noite agradável, fomos até a Estação Campos Canella (bem central) e na praça. Tínhamos alguns códigos estabelecidos. Um ritual para colocar a máscara silenciosa, espalhar-se, não criar cena, não contracenar com colegas. Não havia história, nem passado, nem conflito, nem personagem. Eram eles, atores disponíveis experenciando tudo pela primeira vez. O ar, os cheiros, as cores, os elementos da rua, a observação das pessoas, as reações sem pensamento pré-estabelecido num processo de receptividade, descoberta e disponibilidade. Os alunos ficaram imersos nessa experiência em torno de uma hora, se deslocaram entre praça e estação. Nos reunimos ao som do meu "toque', ritualizamos o tirar a máscara, voltamos ao Estúdio de Pesquisa em total silêncio e conversamos sobre as sensações de cada um. É importante que se estabeleça o silêncio tanto do ator consigo mesmo quanto do ator com o espaço no qual está inserido na cena.


A máscara reúne nesta mesma “vida” que existe no mundo e na qual cada um pode se reconhecer. Não há maneira de caminhar, ela caminha. Ela nos faz descobrir o espaço, o ritmo e a gravidade das coisas: a dinâmica do medo, da inveja, da cólera, do orgulho, pertence a todos
(LECOQ, 1987, p. 115).

Seguem abaixo alguns relatos dos alunos após os exercícios de máscara neutra:

"Experiência  de observar aos outros, ao que nos rodeia e a nós mesmos . A sensação de saber que estava sendo observado pela estranheza de estar num ambiente sem nenhuma interação com outras pessoas fez me sentir que ao mesmo tempo que a neutralidade se torna incômoda, também  contagia quem está tentando entender a situação, pois depois de algum tempo as outras pessoas  começaram a estar neutras com relação a nossa presença.
O estar neutro aguça as percepções relacionadas à visão, audição  e o tato, nos levando a observar e absorver  sensações  até então pouco perceptíveis." ( Carlos Giovane Nunes -34 anos)

"Então foi uma experiência muito grande que me envolveu de uma forma que eu não sabia nem o que estava acontecendo, e sim sentido tudo ao meu redor. Com essa neutralidade que consegui aprender a me sentir melhor." (Tamara -  39 anos)



"Experiência de observar coisas que na correria do cotidiano não observamos, ver coisas em mínimos detalhes, coisas que queremos fazer mas não podemos só pelo estado de estar neutro, o que exige muita concentração, foco e respiração. " (Letícia - 21 anos)

"Ao colocar a máscara neutra  meu corpo se abriu para um  universo de novos sons,novas sensações,a sentimentos escondidos.Descobri dentro de mim um outro EU, que sem esse novo rosto neutro seria impossível descobrir." (Felipe Araújo, 27 anos)

"É um mundo paralelo. Entra-se num estado alterado de consciência, onde a nossa percepção amplia, bem como todos os nossos sentidos... É um misto de magia e Liberdade o fato de nos despojarmos da personalidade e  da necessidade de nos sentirmos na "obrigação" de interagirmos com quem interage conosco. É um mergulho no silêncio do Eu..." (Evelise Fagundes. 62 anos)

"Sensação de renascer, como se tudo fosse novo e precisasse ser entendido de onde vem e pra onde vai, necessidade de sentir cada textura; senti  o frio mais intenso, as texturas diferentes, talvez o detalhe de ser o momento só meu e do objeto, anulei tudo ao meu redor e me concentrei em ouvir, tocar, sentir tudo com com a intensidade de como se fosse a primeira vez!" (Joana de Moraes 29 anos)

"Com a máscara neutra eu me permiti observar e sentir muito além do que normalmente estamos acostumados, observar as pessoas e suas ações sem se preocupar com julgamentos porque naquele momento tu está neutro e ninguém sabe quem tu é de verdade foi libertador." (Ingrid Pokomaier - 18 anos)

"A máscara deixa todos os nossos sentidos mais disponíveis. Parece que realmente estamos caminhando, tocando, cheirando, ouvindo pela primeira vez. E é muito gostosa essa sensação. Até o ar que entra pelas narinas tem uma temperatura diferente. A luz sobre os objetos também adquire mais brilho. Um exercício de disponibilidade e auto conhecimento. Agradeço por ter tido esta oportunidade."  (Fernanda, 32 anos)

                                                   



















Coordenação: Lisiane Berti

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Oficinas de Inverno no Estúdio


Confere a programação especial que  vai rolar no Estúdio no mês de julho!!!



1. Para os adultos:



Para os adultos e amantes do Flamenco, a professora Edel Ramos está oferecendo várias oficinas dando noções de sapateado, técnica de braços, onde o  ritmo trabalhado será o tango flamenco. Os alunos vão ainda experenciar um pouco sobre a origem e cultura flamenca e não precisam ter nenhuma experiência prévia em dança.
Seguem as informações:
1) Oficina Iniciantes de Flamenco com Edelweiss Ramos:
Turma 1 – dias 3, 4 e 5 de julho das 19h às 20h30min
Turma 2 – dias 8,9 e 10 de julho das 19h às 20h30min
2) Workshop com Ana Cândida Amaral:
No dia 20 de julho a diretora da Campana Flamenca – Escola de Dança de Novo Hamburgo, Ana Cândida Amaral que já esteve em Canela realizando apresentações e teve uma participação especial no Show com Letícia Spiller, estará fazendo um workshop específico de flamenco. Sua escola de dança dedica-se exclusivamente ao ensino e prática do flamenco com mais de 15 anos.
Ana iniciou seus estudos no grupo Alegrias de España, fez parte da Cia de Dança do Tablado Andaluz, com quem mantém parceria até hoje e aperfeiçoa sua técnica com constantes cursos de artistas renomados nacionais e internacionais. Neste workshop haverá duas turmas, um para iniciantes e outra para alunos já iniciados no Flamenco.
3) Show de Flamenco:
E no dia 27 de julho para encerrar o mês de imersão no Flamenco, Ana Cândida se apresenta no Aroma Literário juntamente com as alunas de flamenco da professora Edelweiss Ramos do Estúdio de Pesquisa. Os ingressos podem ser adquiridos no local por R$ 40,00.
Informações e inscrições para as oficinas são diretamente com a professora Edel Ramos pelo email edel.ramos@bol.com.br ou pelo telefone 54999121309

2. Para as crianças:




Para as crianças vai rolar uma Oficina de Educação Emocional com a kidcoaching Josi Fogaça do dia 22 a 26 de julho das 14h às 17h. A Educação emocional é fundamental para as relações interpessoais, mas antes de lidar com as emoções do outro é necessário aprendermos a lidar com as nossas. Este é o objetivo da oficina, levar a criança a vivenciar suas emoções, identifica-las e principalmente saber usar de forma positiva. Para esta oficina há somente 10 vagas e as inscrições podem ser feitas diretamente com a professora Josi por email josicandidofogaca@gmail.com ou por telefone 54981330504. O investimento é de R$ 250,00 (à vista) ou R$ 290,00 (parcelado).

3. Para os teatreiros de plantão:

Quem volta a Canela é o ator e preparador de elenco  Marcelo Aquino, atual advogado Lunes da novela global Verão 90. Marcelo ministrará uma rápida oficina Dramaturgias do Corpo Espaço, uma proposta de treinamento prático para atores e bailarinos. A oficina acontecerá nos dias 20 e 21 de julho (sábado e domingo). Sábado das 14h às 17h e das 18h às 21h e domingo das 9h às 13h. O investimento é de R$ 200,00.



quarta-feira, 22 de maio de 2019

Radionovelas agora na AM e na FM da Clube



Em seus oitenta anos de existência, o rádio brasileiro lançou modas, ultrapassou barreiras geográficas, revolucionou práticas cotidianas, inventou e consolidou gêneros de programas de enorme sucesso. Nas décadas de 1940 e 1950 o número de emissoras de rádio cresceu vertiginosamente, exercendo uma atração tal sobre o público ouvinte que fez com que o período entrasse para história como os “anos dourados do rádio brasileiro”. As radionovelas ocuparam um lugar de destaque nesse período. O público-alvo das radionovelas era o feminino. Os grandes anunciantes desse tipo de programação eram, em geral, os fabricantes de produtos de limpeza e de higiene pessoal. Uma pesquisa do Ibope, realizada em janeiro de 1944, apontava a seguinte audiência para o período de 10h às 11h da manhã: 69,9% de mulheres, 19,5% de homens e 10,6% de crianças (Ibope, 1944).
Em Canela, as radionovelas voltaram a entrar em circulação na parceria do Estúdio de Pesquisa Teatral Cia Lisi Berti e a Rádio Clube. A ideia se desenvolveu a partir do projeto "Canela, Mulheres e Histórias" que pesquisou e homenageou algumas mulheres da cidade, entre elas, Roma Vaccari, uma das primeiras dramaturgas da cidade e atriz de radionovela. Em março foi ao ar a primeira rádionovela "O Escravo", texto escrito em 1940 por Dona Roma na AM 1320 sempre às 14h e somente aos domingos. O sucesso foi tão grande que jornais do Estado começaram a contatar, autores enviaram textos que a Rádio Clube decidiu colocar em pequenos episódios também na FM em horário nobre (de segunda a sexta às 18h) para que o público começasse a se familiarizar com esse retorno da era de ouro da rádio.
Depois de muitos ajustes, testes e alguns meses de adaptações, a programação das radionovelas a partir de junho funcionará da seguinte maneira:

Domingos - 14h30min (AM 1320) e 22h (FM 88,5) e nas sextas às 18h vai rolar o "Conto da Sexta" às 18h (contos curtos de no máximo cinco minutos).

Rodrigo Zimmer, 29 anos, editor das rádionovelas comenta: "diferente da época de ouro das radio novelas, onde todo o trabalho de foley e sonoplastia eram feitos na hora, como uma apresentação mesmo, num primeiro momento parece que o encanto se perde um pouco. Mas por outro lado, neste mundo atual e tecnológico, conseguimos fazer com que a imaginação do ouvinte se transporte para um cenário mágico. O desafio é implantar a ideia toda sem ter a imagem, e no meu caso, extremamente desafiador. A algum tempo, parte do meu trabalho é produzir áudio dinâmico para games, dando sons a imagens, criando atmosferas de ambientes visuais, e com a radio novela o processo se torna inverso disso tudo. E o que deixa mais curioso, é que o radio, uma das formas mais antiga de comunicação se mantem atualizada e dentro do jogo, num mundo cheio de opções de entretenimento."


Rodrigo Zimmer - editor de sonoplastia das radionovelas


Lisiane Berti diretora e roteirista de algumas radionovelas informa que tem um grupo fixo de atores da cidade de Canela que participa e grava a maioria das radionovelas, e dependendo as histórias há atores convidados. Os textos são selecionados pensando em questões como temáticas, tempo de duração, número de personagens para que se encaixe no formato radionovela e consiga encantar o público, que agora será da AM e FM, bem distintos. A valorização dos autores da cidade e do Estado também é levado em conta, visto que o Estúdio de Pesquisa tem recebido muitos materiais para suas gravações. O sucesso do projeto foi além da expectativa e por isso foi necessário se fazer algumas adaptações. Mas o grande protagonista é o editor de sonoplastia, ele é o responsável pela "mágica". Irá ao ar também uma vez ao mês, uma história da cidade de Canela, como por exemplo "A Chegada do trem", Construção da Igreja...
O elenco fixo de atores é formado por: Caio Libardi, Edel Ramos, Guga Freitas, Luis Felipe Raimundo, Míriam Torres, Pedro Campos e Rita Reis.

Quer saber mais sobre esse projeto? É escritor e gostaria de ver um texto seu se transformar em radionovela? Tem uma boa voz, lê bem e gostaria de gravar algum episódio? Fala com a gente!
Email: contato@estudiodepesquisateatral.com.br

Fica ligado na programação da Clube AM e FM:

Perdeu a rádionovela? Pode procurar no Spotfy da Rádio.





terça-feira, 7 de maio de 2019

Amigo de Café é Sucesso!!!





Núria Schneller foi nossa segunda convidada do ano de 2019 para o Projeto Amigo de Café do Estúdio que tem como foco trazer artistas de outros países para ministrar cursos e fazer apresentações num curto espaço de tempo. Nossa mimo argentina aportou por aqui dia 22 de abril e ficou duas semanas, até dia 06 de maio com uma programação intensa que ocorreu em três cidades.
Começamos por Bento Gonçalves onde ela trabalhou com os atores da Epopéia Italiana ministrando um rápido workshop de mimo com apoio da D'arte Multiarte que foi parceira e aceitou a indicação e viabilizou a  realização deste trabalho.
Depois foi a vez de São Francisco de Paula que recebeu seus dois monólogos. O adulto "La Loca de Amor" na Boutique de Pizzas Viale com o apoio da Patrícia Viale com uma festa louca regada a muito espumante depois e um público super carinhoso. Já o outro monólogo "El Circo de la Nuriesca" apresentou-se no Colégio Expressão a convite da professora Elanir Roussenq, as crianças não só se divertiram, como fizeram mil perguntas a nossa convidada, cantaram musiquinhas em espanhol e pediram se podiam abraçá-la. Na escola rolou também um rápido bate-papo com os alunos do sexto ano em espanhol.
Em Canela tivemos a oficina de Mimo - Treinamento Corporal na Escola Coopec que aconteceu em dois dias (quatro horas cada dia) e contou com 13 atores da cidade que prestigiaram e aprenderam um pouco da técnica de mimo corpórea.  Na mesma escola, Nuria apresentou-se também para o Ensino Médio e Ensino Fundamental II, com a impecável recepção e organização da diretora Jane Meyer que sempre está de braços abertos quando o assunto é cultura.
E como não podia deixar de ser, no Aroma Literário, lugar que sempre rola todo tipo de programação, tivemos o encerramento do projeto com a apresentação sexta a noite do "La Loca" que lotou o espaço mesmo com a chuva torrencial e no sábado a tarde, "El Circo" que descontraiu e encantou os pequenos que foram prestigiar. Agradecimentos  a Edel e Ronaldo que sempre topam qualquer "parada cultural".
Duas semanas. Muitos cafés, mates, passeios, conversas, trocas, experiências, dinâmicas e aprendizado. Todos ganharam! Sempre há o que aprender, ver, sentir... 
Núria e Lisi Berti se conheceram no I FITCH - Festival Internacional de Teatro de Chiclayo em julho de 2018, onde na ocasião a temática era "Mujeres Dramáticas". Mantiveram contato desde então e organizaram esta linda troca.
Além dessas pessoas não podíamos deixar de agradecer também a assessoria de imprensa da Estratégia Comunicação e Marketing (leia-se Lu Zanatta) que foi fundamental para o sucesso desta edição do evento. A técnica do Guga Freitas resolvendo questões de configuração de projeção e trilhas. As fotos do Charle Oliveira da oficina que ficaram lindas, a filmagem e foto de Emiliano Marzano das apresentações em Canela. O espaço para divulgação da Rádio Clube (Bráulio e Ênio em seus programas super cultos e interessados no contexto argentino), ao Conteiner Bistro que nos recebeu calorosamente, a Evelise Fagundes que foi uma anfitriã imprescindível, ao Filipe Traslatti que além de cortar as madeixas da nossa querida convidada serviu de motorista quando não havia mais como voltar de São Francisco por causa dos horários de ônibus.
Nada se faz sozinho. Mas muito se faz quando se está alinhado com seu propósito. Nós, países latinos passamos há muito tempo por maus bocados, as crises, as desvalorizações, as inflações, as corrupções, mas tem algo que nos une, nos motiva, nos faz não desistir e resistir sempre: nosso amor a nossa Arte. Sempre nos damos as mãos e unimos nossos corações em apenas um! Viva a Arte, vivam os artistas que não falam, mas fazem. Viva o Projeto Amigo de Café do Estúdio que está só começando! Evoé!

Colégio Expressão - São Francisco de Paula


Programa Rádio Box com o queridão do Ênio Sam

La Loca de Amor na Boutique Viale em São Francisco



La Loca de Amor no Aroma Literário






terça-feira, 2 de abril de 2019

Tem Argentina pintando no Estúdio!!!

Nuria Schneller

É com muito carinho que anunciamos que dentro do Projeto Amigo de Café do Estúdio do mês de abril estamos trazendo diretamente de Buenos Aires/Argetina nossa amiga Nuria Schneller, mimo, bailarina, clown e professora.
Ela vem compartilhar toda a sua experiência de mimo com dois espetáculos e uma oficina de 22 de abril a 06 de maio.


1) Quem é Nuria Schneller?
Núria é atriz, bailarina, mimo e professora. Realizou estudos em dança clássica, dança contemporânea, butoh, teatro, tango, piano, clown, improvisação e expressão corporal. Formada pela Escola Argentina de Mimo, Expressão e Comunicação e professora na mesma escola de 2007 a 2016. Integra desde 2010 a Cia Argentina de Mimo de Angel Elizondo, de Buenos Aires, Argentina.


2) O que Nuria vai apresentar por aqui?

Para o Estúdio de Pesquisa Teatral Cia Lisi Berti, Nuria virá com seu espetáculo infantil “El Circo de la Nuriesca” e seu espetáculo adulto “La Loca de Amor” (espetáculo de mimo/dança/tango), ambos sem texto falado, apenas realizado com expressão corporal. Nuria ainda vai realizar a Oficina de Mimo – Treinamento Corporal nos dias 27 e 28 de abril   (sábado e domingo) das 16h às 20h no Salão de Atos da Escola Coopec, parceira do Estúdio de longa data. 

3) Espetáculo "La Loca de Amor" ( adulto):
Esta é a história de uma mulher arrabalera, a quem tantos tangos cantam para ela e de que tantos filmes falam. De menina de bairro a mulher perdida do cabaré. Memórias como fantasmas voam em um espaço íntimo. Sua música e seu desencanto nos impressionam, suas histórias perfumadas de nostalgia, pintam-nos os lábios cor de carmim com a melancolia dos anos 20 ... Show de teatro de tango corporal em que os tangos acompanham e retratam com sua música e poesia o mundo da música. louca de amor.
Duração: 45 min
Indicação: Adolescentes e adultos
Espetáculo não possui texto oral, somente expressão corporal.
Dia 03 de maio às 20h30min no Aroma Literário em Canela. Ingressos antecipados a R$ 30,00 e no local $ 50,00 (alunos do Estúdio pagam 20,00)

4) Espetáculo "El Circo de La Nuriesca"
No circo de Nuriesca ocorre um imprevisto e ela está sozinha na frente do público porque "artistas" não apareceram no palco. Como resultado dessa chance, ela tenta se disfarçar e se coloca na pele de um equilibrista, um trapezista, um mago e um halterofilista. Tudo será combinado com a falta de jeito do personagem e sua verdadeira jornada será: trazer este show à tona.
Indicação: livre
Duração: 40 min
Espetáculo não possui texto oral, somente expressão corporal.
Dia 04 de maio às 17h no Aroma Literário. Ingressos antecipados a R$30,00 e no local R$ 50,00 (alunos do Estúdio pagam 20,00)

5) Oficina Mimo - Treinamento Corporal Cênico

Qual o objetivo da oficina?

O que acontece com a corporalidade de palco? Em geral, esse trabalho corporal é feito através da dança (movimento). A arte da mímica, diferentemente do que a maioria das pessoas conhece, propõe um teatro do corpo. Ela redimensiona as possibilidades de um corpo de ser e fazer. Nesse sentido, oferece técnicas e formas de compreender a ação que convidam a riqueza cênica com os recursos mínimos. Destinado a todas as pessoas interessadas em trabalho corporal, composição, teatro, dança, circo, encenação, O objetivo é fornecer ferramentas técnicas e uma proposta criativa para descobrir mais possibilidades de aprofundar o ditado através do corpo, com o corpo e ampliar as possibilidades de comunicação teatral.

Conteúdos da Oficina:
·         Setorização, dissociação, ponto fixo, coordenação;
·         Ginástica corporal por Etienne Decroux;
·         Possibilidades de multiplicar o corpo;
·         Evocações: tornar o invisível visível;
·         Trabalhar com objetos evocados de manipulações e contrapesos;
·         Uso do espaço: deslocamentos, marchas. Eu trabalho com espaço real e evocação de espaços;
·         Personagens: composição, mimetismo. Relação com o meio ambiente;
·         Ação, movimento e gesto;
·         Improvisações: expressão e comunicação corporal;
·         Aplicação: técnica e experiência.

A quem a oficina se destina?
Atores, bailarinos, palhaços, malabaristas e público em geral, pois não é necessário ter tido alguma experiência prévia como mimo.
Datas e local:
Dias 27 e 28 de abril (sábado e domingo) das 16h às 20h no Salão de Atos da Escola Coopec em Canela.
 Investimento: R$ 200,00 (pago no ato da inscrição junto com o preenchimento da ficha) – combinar forma de pagamento que também pode ser depósito em conta (solicitar dados)
Informações e inscrições: contato@estudiodepesquisateatral.com.br





DEIXE A ARTE TE ENCONTRAR!!!


terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Cursos do Primeiro Semestre do Estúdio



Nem bem o ano começou e já estamos a mil com as divulgações dos novos cursos do Estúdio de Pesquisa Teatral 2019.
Tem cursos novos, cursos que já acontecem, convidados especiais e o mais importante: todos cabem no seu bolso, e se não cabem, a gente sempre dá um jeito!

Público Infantil:
Teatro Módulo I e II - (com Lisiane Berti) 

Público Adulto:
Grandes Autores Internacionais (com Lisiane Berti)
Meu Eu Palhaço - com Rodrigo Bach
Nelson Rodrigues da teoria à prática - com Geísa Fröhlich
Flamenco - com Edel Ramos
A Fotografia é necessária - com Sérgio Azevedo
Estilos Teatrais - com Lisiane Berti
Desinibição para falar em público - Lisiane Berti

Para Empresas:
Treinamento "A Arte de Encantar Clientes"  ou ainda fazemos uma visita para trocar ideias sobre quais dificuldades você tem encontrado com sua equipe.
Não damos treinamento para vendas, e sim trabalhamos com as emoções dos seus funcionários, porque acreditamos que se ele estiver bem e equilibrado emocionalmente, naturalmente seu entorno e suas relações interpessoais estarão bem.

Projeto Amigo de Café do Estúdio:
Projeto que traz convidados de outros Estados ou países para oficinas de finais de semana com apresentações dos seus espetáculos (ou não) com valores super acessíveis.

Acesse o nosso site www.estudiodepesquisateatral.com.br e descubra detalhes, valores e horários de cada curso.

Deixe a Arte te Encontrar!


E ainda vai rolar intensivo de teatro infantil para crianças em fevereiro


quinta-feira, 11 de outubro de 2018

III Mostra do Estúdio vem aí!!

Sérgio Azevedo Fotos
De 22 a 25 de outubro acontecerá a III Mostra do Estúdio de Pesquisa Teatral Cia Lisi Berti onde os alunos dos cursos de teatro subirão ao palco (aqueles que quiserem) para apresentar suas performances.
A Mostra do Estúdio é um momento especial onde os alunos mostram sua forma de entender e pensar Arte através do teatro. Muitos talvez, não serão atores, alguns querem seguir a profissão, outros se perderam no meio do caminho e desistiram, mas o que importa é o movimento que está sendo feito, criado, projetado.
Este ano, em função dos teatros interditados na cidade, optamos por uma Mostra mais simples, num espaço menor porém acolhedor, o Aroma Literário, parceiro de muitos eventos o Estúdio. A Mostra acontecerá em quatro dias com programações diferentes em cada noite, valorizando as criações feitas pelos alunos, sejam elas de textos, de interpretação, de trilha sonora, de produção ou ainda dos alunos que não quiseram subir ao palco no encerramento. (No Estúdio só apresenta quem quer, quem está a fim).
Segue a programação de cada noite que sempre começa 19h30min:

22/10 (segunda-feira) – Turma Infantil Nível II
Diversas cenas criadas pelos alunos: Pietra Zanatta dos Santos, Mariana Figueiredo e Cunha, Mateus Tieppo da Silva, Sofia Cardoso Ferraz, Pedro Parmegiani Cardoso Netto, Ana Carolina Kirsch de Vasconcellos, Davi Moura da Cunha, Pedro Ramos, Giovana Kleemann Vacari, Rafael Vianna dos Santos, Clara Peressoni

23/10 (terça-feira) Alunos do curso “O Corpo do Ator” da professora Geísa Fröhlich
Uma aula aberta gratuita onde a professora mostrará com seus alunos com o corpo o  tema “O Que você precisa para hoje?” com Daniel Santos, Aline Collet e Bibiana Rodrigues

24/10 (quarta-feira)- Turma Infantil Nível I
Pequenas cenas com textos dos próprios alunos: Luana Urbani Peccin, Natiele Ribeiro Moreira, Maria Antonia Bauer Schmitt, Lorranh Filipe de Lima Ransan, Thomaz Dinnebier Sturmer, Gabriel Castelli, Yasmin Fröhlich Schilling e Luiz Felipe Rosa Domingues e Rafaela Urbani Cadorin.

25/10 (quinta-feira) Turma Trabalho do Ator - da teoria à prática
Cenas em duplas, em grupos e monólogos de autores diversos com os alunos: Brenno Henrique Lopes Marquez, Lucas de Mello da Silva, Felipe Araújo de Oliveira, Aline Collet, Tiago Rutzen, João Ferraz, Edelweiss Ramos, Amanda Caroline Livi, Ingrid Pokomaier, Mariana Carvalho da Silva Fogassa, Caio Fernando Gimenez Libardi.

Ingressos:
R$ 15,00 (para as noites de segunda, quarta e quinta) a venda no Aroma Literário e com os alunos (temos apenas 40 lugares por noite)

Sérgio Azevedo Fotos
II Mostra do Estúdio /2017